Como criei meu orçamento para cuidados pessoais

Como criei meu orçamento para cuidados pessoais

Já que estamos em uma temática de beleza, bem-estar e cuidados pessoais nos últimos dias aqui no Moderando, e, ainda, como vocês bem sabem, eu sempre me preocupo em dar uma atenção para a questão financeira de tudo, resolvi compartilhar com vocês o que eu chamo de “meu orçamento para cuidados pessoais”.

Eu entendo que vocês possam achar toda essa coisa muito entediante, mas, como eu sou da opinião de que precisamos, sim, de um orçamento para tudo, tirei um tempo para pensar em uma forma de não extrapolar meu limite aceitável para gastos do tipo. Dando atenção aos produtos, quantidades e preços, foi possível estimar o quanto cada coisa me custaria no ano e, finalmente, criar um orçamento.

E o mais legal é que acabou sendo uma tarefa bastante simples. Compartilhei as etapas que segui com algumas amigas e, mesmo que todas nós tenhamos preferências diferentes (o que exige algumas adaptações), elas deram muito certo. Além disso, minhas amigas disseram que se divertiam bastante seguindo tais etapas para construírem seus próprios orçamentos, já que pensar sobre todos os produtos que usamos diz muito sobre nós mesmos.

Então não interessa que você adore se maquiar enquanto eu tenho só um batom, assim como não interessa que você nunca tenha esfoliado o corpo enquanto eu gosto de ter esfoliantes diferentes para cada parte; nada disso é desculpa para não saber o quanto você está ‘investindo’ nisso tudo. Vamos lá?

1. Destralhei o armarinho do banheiro.

Antes de tudo, eu precisava saber o que eu tinha. É muito normal que a gente acabe não lembrando de alguns itens quando temos muita coisa, ou ainda quando tal produto não nos agradou e acabou ignorado.

Por aqui, normalmente deixo todos as minhas coisas em um armário do banheiro, então foi nele mesmo que eu comecei. Tirei tudo, olhei tudo e fiz a limpa. Como já estava há algum tempo incomodada em ter coisas esquecidas no fundo, o momento ainda me proporcionou certa leveza.

Eliminei tudo o que eu não usava regularmente e tudo o que não atendia aos meus propósitos. Muita coisa foi para o lixo, pois estavam vencidas, mas outras eu repassei para a família, para as amigas e até mesmo para um grupo responsável por doações para quem tem tão pouco.

(Inclusive, nessa leva entrou todos aqueles produtos que meu namorado pega nos hotéis e depois ficam jogados em uma gaveta. Alguém mais passa por isso?)

2. Dividi os produtos em 5 diferentes categorias.

Para facilitar todo o processo, eu literalmente peguei uma folha de ofício e escrevi categorias nas quais os produtos restantes (e os produtos futuramente adquiridos) poderiam se inserir.

No meu caso, as categorias criadas foram: Rosto, Corpo, Cabelo, Beleza e Eventuais. Eu sei que as três primeiras são bastante óbvias, mas vou explicar cada uma delas mesmo assim.

  • Rosto: considerei sabonetes, esfoliantes, tônicos, hidratantes, máscaras e protetor solar. Coloquei ainda escovas e géis dentais.
  • Corpo: entraram, novamente, sabonetes, esfoliantes, hidratantes e protetor solar. Adicionei, ainda, um eventual creme depilatório e lâminas (que eu evito muito, pois minha pele é delicada, mas tem vezes que não consigo escapar) e desodorante, que eu uso pouquíssimo.
  • Cabelo: shampoo, condicionador, shampoo seco, modelador e óleo de coco compõem tudo o que preciso.
  • Beleza: coloquei todos produtos de maquiagem, esmaltes e perfumes, por exemplo. Para mim bastou, já que meu interesse nessas coisas é mínimo e eu compro pouquíssimo, mas talvez seja interessante, para quem gosta e consome bastante tais produtos, dividir um pouco mais. O importante aqui é deixar da maneira que fique mais claro (e fácil) para você.
  • Eventuais: sem dúvidas, a categoria mais difícil, já que envolve situações que sinto dificuldade em prever – cortes de cabelo, procedimentos em salões de beleza, massagens e coisas do tipo.

3. Analisei a durabilidade de cada produto.

Tendo mantido predominantemente só produtos que eu realmente gosto, ficou bem mais simples estimar quanto tempo cada um deles dura. Como nos últimos dois anos eu reduzi significativamente o número de marcas que ‘apoio’, acessei facilmente o meu cadastro nas lojas online para verificar quando havia realizado a compra dos produtos em questão e quanto cada um deles havia custado. Para os produtos que comprei em lojas físicas, simplesmente verifiquei as minhas planilhas de orçamento (gerais) anteriores.

Depois, peguei a mesma folha de ofício e, ao lado do nome e da função de cada produto, coloquei o tempo de duração e o preço de cada produto. Isso tudo resultou no preço total que tal produto me custa por ano – o que já foi calculado e registrado bonitinho no Excel. (Eu sei que pouparia trabalho já ter começado no Excel, mas eu adoro rabiscar em folhas e, no meu caso, acaba sendo mais rápido.)

Foi nessa etapa também que eu percebi alguns vícios. Por exemplo, comprava impulsivamente máscaras faciais frescas que têm a validade curtíssima e acabam influenciando muito no custo-benefício do produto em questão. Eu adorava uma em específico, mas sua validade é de apenas de três meses, o que me faria gastar mais de R$ 200,00 só com ela em um ano. Tive, então, que cortar da minha listinha, porque é um valor alto para mim e porque ela não é insubstituível, apesar de ser ótima.

Percebi também que muitos dos produtos que têm um preço unitário alto duram bastante, o que, junto com o fato de que são bons produtos, faz valer a compra.

4. Ajustei os dados e criei meu orçamento.

Eu não sou uma pessoa que consegue ficar feliz ao se privar de algo, mas eu também não gosto de gastar sem necessidade. Produtos como a máscara do exemplo anterior acabaram não me deixando confortável em gastar bastante quando eu já até conhecia outro produto mais em conta capaz de cumprir a mesma função. Por isso, fiz alguns balanceamentos com relação a questões do tipo.

Também arredondei o valor para cima e deixei uma margem maior porque, além de me possibilitar mudanças sem comprometer minhas finanças (já que no início do meu ano eu já estimo quanto vou gastar e algumas substituições de produtos são feitas), há situações em que o preço dos produtos pode subir bastante de uma hora para outra. Como exemplo, em julho, visitei a loja da Lush em São Paulo com meu namorado (que virou fã e consumidor também) e, por algum motivo, decidimos que íamos comprar todas as coisas básicas que precisávamos (como meu sabonete facial, desodorante em barra, etc.), o que acabou sendo um alívio menos de uma semana depois quando vimos no site que houve reajustes que, para alguns produtos, passaram de 20%. Isso faz muito a diferença quando os produtos em si já são caros.

E, bom, eu também deixo uma margem boa para os produtos que, mesmo eu sabendo que não posso usar o ano inteiro (pois são financeiramente inviáveis), me dou a diversão de usar por algum tempo. Um exemplo são os tabletes dentais da Lush, que me deixavam muito curiosa, mas que são caros. Mas eu adorei, e o Fe também, então nós usamos os tabletes em viagens (pela praticidade).

Meu orçamento ficou em R$ 2.500,00 por ano, o que, dividindo por 12 meses, acaba sendo um valor bem aceitável dentro da minha realidade, já que considera também serviços como massagens e cortes de cabelo. Além disso, alguns dos produtos são divididos com o Fe.

Eu tenho a consciência de que poderia gastar bem menos em alguns produtos (como vocês vão poder ver na lista abaixo), mas a marca e a composição é importante para mim. Sempre que posso, a preferência é toda delas.

Bônus: produtos que não saem da minha listinha

Já me disseram que eu dou poucos exemplos, então resolvi trazer aqui alguns produtos que são meus queridos e que cumprem muito bem suas funções.

Não quis citar a lista em sua totalidade porque há nela alguns produtos que estão temporariamente na minha vida, enquanto não encontro substituições melhores. Aliás, se souberem de um protetor solar para pele oleosa e sem tanta bruxaria, me digam, por favor. 🙂

Rosto:
Corpo:
Cabelo:
Beleza:
  • Perfumes sólidos Vanillary e Dirty, da Lush. (Eu e o Fe intercalamos.)

Não sei se vocês perceberam, mas eu gosto um pouquinho da Lush e da Cativa, haha. E tem um motivo: são marcas éticas e que fazem meu dinheiro valer muito, já que é o melhor custo-benefício que encontrei. O shampoo e o condicionador da Cativa, por exemplo, controlaram tanto a oleosidade do meu cabelo que, se eu quiser, posso agora ficar três dias sem lava-lo (e eu tinha o péssimo hábito de lavar todos os dias porque estava sempre oleoso). Isso me faz usar pouquíssimo o shampoo seco da Lush, que acaba durando mais de um ano. Os perfumes sólidos (que eu e o Fe dividimos porque eu não consegui escolher meu preferido) também duram um ano inteiro, já que a aplicação é pequena e única no dia, sem falar que o cheiro deles é muito melhor do que qualquer outro que já usei.

E eu poderia dizer o porquê de todos os outros produtos estarem na lista, pois eu me dei ao trabalho de conhecer cada um deles e verificar se eram o tipo certo para mim ou não. Mais uma vez, uma pessoa pode gastar (muito) mais ou (muito) menos do que a quantia que eu estabeleci para mim, obviamente, mas é importantíssimo que se saiba o quanto está gastando e quanto pode gastar com isso.

De uma forma geral, os itens que entram nessas categorias de cuidados pessoais não costumam ser essenciais. Além disso, existem muitas opções disponíveis para todos os tipos de bolsos e preferências. Portanto, não faz sentido algum gastar o que não se tem para testar um novo hidratante ou adquirir uma coleção de sombras novas.

Meu objetivo, ao construir um orçamento do tipo para mim, foi, além de saber o quanto eu posso gastar com isso, impedir que eu comprasse impulsivamente a ‘nova promessa’ de beleza do momento que provavelmente acabaria no fundo da gaveta. E eu sei que isso pode ser difícil para alguém que ama produtos do tipo assim como eu amo ir em shows, mas, como eu já mencionei, cada pessoa escolhe seu limite. Um ano passa rápido, mas, ainda assim, é bastante longo. É bem fácil perder a noção de tais números pelo caminho.

Como você como cuida disso?

Imagem: 1

  • Oi Bru 🙂
    Depois daquele seu post lacrador sobre o preço que pagamos por sermos mulheres, eu fiz o meu orçamento e ele ficou mais ou menos na mesma que o seu. Também fiz isso de arredondar pra cima, justamente pelo que você disse: nunca se sabe quando o preço vai aumentar. E caramba, você gosta mesmo da Lush e da Cativa, hem? HAHAHAH. Acredita que eu nunca testei os produtos de nenhuma das marcas? Mas tô muito curiosa pra fazer isso.
    PS: comigo também acontece isso de acumular produtinhos de hotel HAHAHAH.
    Ps2 (não, não é PlayStation – ai que piadinha infame): citei duas vezes o Moderando na tag que acabei de postar 😉
    Beijos!

    claramenteinsana.com

  • BRUNAAAAAAAAA

    você é a pessoa mais organizada que eu já vi, sério. E como você disse que aprendeu tudo com a sua mãe, queria muito parabenizá-la por ter te criado assim!

    Dia desses eu tava assistindo um programa na tv de acumuladores de trecos e endividados. Os coachs que pretendiam ajudá-los a sanar as dívidas, dentre outras estratégias, buscavam justamente delimitar um valor específico pra gastos pessoais (e incluiam comprar presentes e até passeios, cinema e tal…). Seu orçamento me lembrou um pouco isso. por ser uma atitude muito eficaz!

    E pra tudo funcionar precisa de autoconhecimento, né? Porque se você não souber o que precisa, não sabe o que é dispensável. Arrasou como sempre!

    beijo
    beinghellz.com

  • Eu fico admirada com o quão organizadinha você é, quando crescer quero ser assim também, tá? haha mas sério, adorei essas dicas e vou até mostrar pra minha mãe pra ver se a gente começa a se organizar juntas!
    Ahhh, antes de ir embora quero dizer que eu fico muito feliz por você e o teu namorado terem gostado do post de Scream, espero que vocês gostem da série <3
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

  • Oi Bruna,
    Vim retribuir sua visita, conhecer seu blog e adorei. Sou toda desorganizada em se tratando de finanças, amei as dicas e vou tentar seguir a risca. Acho que esta mais do que na hora de mudar este habito acumulador e descontrolado.
    Bom fim de semana!
    Bjs❤
    Abrir Janela

  • Puxa, que sensacional! Eu já fiz isso de separar por categorias e olhar as validades, pra dar tempo de usar tudo, mas não tinha pensado em catalogar no excel os preços e durabilidade. Genial! Deve ter dado uma trabalheira, mas muito bom mesmo. Deve ficar ótimo de organizar do mesmo jeito as coisas da cozinha né? Separando por as que duram mais e menos. Muito boa a ideia!!

  • Nossa, eu amei as dicas. Admito que nunca fiz isso, coloquei num papel para saber quais meus gastos necessários com isso. Achei interessante, vou ver se faço.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

  • Nunca parei para analisar o quanto estou gastando com produtos de cuidados pessoais, mas sei que só para cuidar do cabelo eu gasto um bucado :/
    O que eu faço sempre é deixar todos os produtos na prateleira do quarto bem a vista, assim não acontece de ficar esquecido nos armário do banheiro. E adorei as dicas!
    Beijão

  • Fiquei boba com a sua organização! Menina, você é muito organizada, queria ser assim!!
    Amei as suas dicas e vou seguir seu post e tentar me organizar. Quando eu vejo acabei comprando coisas que já tinha e deixei de comprar o que precisava.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

  • Oi Bruna! Que post mais bacana e inspirador.. Adorei saber um pouco de como vc cuida das suas coisas!

    E sobre a lista dos produtos no fim, só deu Lush e Cativa mesmo, né? hauhauha Também, dá pra entender! Eu aaamo a Lush mas o precinho é um pouco salgado.. Já a Cativa acho mais acessível mas nunca comprei nada deles. Fiquei interessada no Shampoo e no Condicionador!

    Um beijo,
    http://www.vitaminatrendy.com

  • Nunca parei para pensar nisso, em fazer um orçamento anual dos meus gastos pessoais, sendo esses no final das contas o maior, é que geralmente eu gasto um pouco a mais quando eu vejo que está sobrando, não é algo fixo, lógico que sempre tem o básico, como shampoo, sabonete e desodorante, achei bem interessante, vale apena tentar fazer 😀

    http://www.sweetexpected.com.br/

  • Adoro como é fácil ir seguindo seu raciocínio ao longo do post, é difícil (impossível) se manter indiferente depois de ler. Já tive tanta dificuldade em controlar meu orçamento, mas ainda não sinto que consigo fazer isso 100%, por exemplo esse gasto com cuidados pessoais é uma coisa que estava pensando esses dias, quanto tempo dura um produto e quanto eu gasto por ano com isso. Antes achava besteira, mas hoje vejo como é importante pensar em tudo isso. Gostei de conhecer a Prema e a Cativa, não conhecia e tenho o cabelo oleoso, a ideia de não lavar diariamente muito me interessa! hahaha Beijos!
    Blog Amanda Hillerman

  • Menina! Amei esse post! Atualmente essa categoria é a que mais me dá prejuízo justamente porque nunca sei quanto vou gastar e ela nunca está no meu orçamento x.x
    Vou me organizar que nem você, muito legal!

    Um beijo,
    Foca no Glitter

  • Bru, prometo que quando eu crescer vou ser igualzinha a você! Hahahha meu maior erro é não colocar na ponta do lápis todos os meus gastos com isso, porque é nisso que eu mais gasto, basicamente!
    Depois do seu post sobre o quanto nós mulheres gastamos eu tô tentando rever algumas coisas, deixando de priorizar outras.
    Eu comecei isso com as roupas e sapatos, agora tenho que partir pros cuidados pessoais! Hahahahhaha
    Segunda vez que vejo você falando desse desodorante em barra, tô muito curiosa, acho que vou experimentar! 😉

    https://www.lush.com.br/produtos/aromaco

  • Bruna,

    ADOREI seu post! Super detalhado seu controle!
    Realmente, R$ 2.500 é um preço bem legal pro ano!
    Estou pensando aqui, que coragem você teve de fazer tudo isso, heim?
    Achei bem interessante, estou com vontade de fazer… vou tentar criar coragem, haha!

    Beijos!
    Andréia Campos
    http://petitandy.com

  • Eu tenho controlado bem os gastos, mas acabei pulando uma etapa que preciso fazer logo: me livrar das tralhas! Tenho muitos produtos que não uso mais e estão só ocupando espaço :/

  • Ótimo post Bruna.
    Bom pra gente pensar no que andamos comprando e querendo mesmo sem necessidade.
    Eu compro quando realmente preciso ou tá acabando, aproveito pra experimentar novos produtos e depois volto para os meus favoritos!
    bjoka http://diadebrilho.com

  • Eu achei essa ideia maravilhosaaaaaaaaaaaaa. Vou fazer meu orcamento tb
    bjs

  • Oi Bru :p
    tudo bem?

    Eu ganho alguns produtos das marcas parceiras do blog, tipo esmalte, eu tenho vários, e não tenho necessidade de comprar tão cedo.. assim como mousse e condicionador.
    Ai minha listinha diminui, em questão de outros, compro de acordo com a necessidade e ofertas oferecidas em site ou farmácias.
    Até porque desconto nunca é demais..
    Beijos

    http://www.dreamsam.wordpress.com

  • Vou começar a destralhar meu armarinho, está cheio de coisas rs. Já as makes ficam separadas, vou tentar calcular meu orçamento também.
    Mas preciso ser mais organizada também, senão vai tudo por água abaixo.

    Beijos

  • Brunaaa
    Achei seu post (e metodo) maravilhoso!!
    A gente acaba comprando muita coisa por impulso, especialmente ligada a beleza, produtos que ficam encalhados vencidos…

    Fazendo um planejamento realmente fica muito mais fácil a gente saber o que (realmente) precisa e a partir dai se organiza muito mais.

    Eu por exemplo ia pelo menos uma vez por semana no cabeleleiro, mas hoje espacei bem mais as idas e consigo adiantar muita coisa em casa tb, e acabo economizando.

    A e listinhas são sempre preciosas tb! rs

    Bjs
    Pri

  • Nossa quanta organização!
    Preciso fazer isso tb, adorei!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

  • Achei super interessante a ideia de ter um orçamento pra esse tipo de despesa. Afinal de contas são produtos importantes e que não custam muito barato.
    Gostei muito das dicas!
    Um beijo!

    http://www.impulsofeminino.com/

  • Bruna, gostei muito dessa ideia de fazer um orçamento de cuidados pessoais. Meu medo é de fazer isso e ver o quanto já gastei em maquiagem (hahaha!) Porque assim, eu não tenho só um batom como você (multiplica isso por 30 :P) e o resto então… Aiaiai quero nem pensar!
    Eu não tenho nada da Lush ainda, mas pretendo experimentar, pois todo mundo fala super bem da marca!!! 🙂
    Parabéns pela organização, viu! 😀

    Beijo!

  • Oie!
    Voltei no post só para avisar que meu blog saiu de ar ontem e hoje por problema no servidor, mas já está de volta 🙂

    Beijos!
    Andréia Campos
    http://petitandy.com

  • Guria, tu é uma fonte de inspiração da organização da vida moderna, tô chocada. Eu tenho dois ou três produtinhos de pele se muito, uns três pra corpo e três ou quatro pros cabelos, minha necessaire tá super reduzida nesse intercâmbio e minhas moedas tão indo todas pra cofrinhos de viagem, hehe Mas anyway, amei saber do seu esquema todo


    Beijos
    Brilho de Aluguel

  • Oiii bruna!
    Outro post foda, depois daquele dos gasto de mulher me vem esse me dar um soco! Percebi que pouco me cuido, apenas o essencial, isso nao quer dizer que vivo doente ou algo do tipo, mas só to de boas sabe? Logo vejo que tenho poucas coisas nesse sentido. Acho que preciso dar um up nessa minha vida uahsauhsuau

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

  • Nah

    Achei ótimas as dicas! Principalmente a de criar um orçamento anual e a de dividir os produtos em categorias. Se eu fizer isso, com certeza irei economizar um dinheiro.
    Acho a Lush muito cara. Um dia, quem sabe. rs

    Chiquereza

  • Adorei a ideia! Vou tentar, quem sabe eu consiga…

  • Nossaaaa, que organizada você! Adorei o post!
    Sou relativamente controlada para comprar produtos de beleza até porque ganho muita coisa por causa do blog e porque assino Glambox.
    Mas com roupa… hahahahah… aí eu compro mesmo.

    bjs

    http://www.digoporai.com

  • Olá tudo bem? Espero que sim;
    Estou acompanhando este blog á um tempo e estou adorando seus artigos muito bons parabéns !!Alan Pereira

  • Primeiramente, preciso ratificar o quanto fico cada vez mais encantada com a sua intensidade, consciência e com cada elaboração detalhada que nos emite. E então preciso afirmar o quanto esse quesito das marcas éticas é fundamental, principalmente quando estamos falando em investimentos. As marcas que nos esclarecem os processos de produção e mostram que não afetam os seres vivos e a natureza em geral de maneiras absurdas, são aquelas que vão nos levando a crer no capitalismo consciente e isso é a força que deve mover a evolução, já que criticamos constantemente os lados negativos e bizarros do capitalismo, mas estamos vendo, bem na ponta do nariz, tantas chances de mudar esses ciclos sem precisar apagar totalmente (apenas modificando por dentro) o hoje já é forma enraizada de viver. E, finalmente, preciso berrar para o universo o quanto você me inspira, Bru! Fico boquiaberta com as suas organizações e formas de aderir, de fato, o minimalismo de maneiras úteis, criativas e repletas de visões para o bem-estar sem excessos (mas sim, com ‘reciclagens’). Já deixei tudo nos favoritos, tanto para procurar produtos que indicou – e, obviamente, as marcas! – como para seguir esses passos tão clarificantes. Faz tempo que não invisto na minha pele e em pontos que acabam mexendo com a nossa saúde e autoestima, mas isso não significa que devo sair feito louca gastando com itens que, muitas vezes, já testei e não souberam satisfazer. Testar é bacana, mas esse equilíbrio é ainda mais. Adorei, como sempre, esse impulso seu. <3

    http://www.semquases.com

  • Que legal, adorei! Fica bem mais fácil assim, quando organizamos.

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    http://www.fashionjacket.com.br

    Bruna respondeu:

    Realmente, Jéssica! Mais fácil e prático. 🙂

  • De uns tempos para cá tenho diminuído muito a quantidade de produtos que uso.
    Fiz uma boa reduzida e passei a manter/comprar apenas aquilo que era essencial.
    Organizei por categorias o que me ajudou.
    É uma economia e tanto.
    Beijos!

    Bruna respondeu:

    Sim, né? Ajuda muito nas finanças e na nossa organização pessoal. 🙂 Bjs!

  • Adorei as dicas, sério. Eu era muito impulsiva em relação as compras de beleza. Principalmente quando criei o meu blog que tem muitas resenhas de produtos. Mas depois de um tempo comecei a me policiar mais em relação a isso. Porém ainda não criei um orçamento pra saber quanto eu posso gastar por mês. Amei o post :))

    Bjos
    http://www.rebastos.com.br

    Bruna respondeu:

    Que bom que gostou, Renata! Sei bem como é essa coisa de testes para blog, mas, no meu caso, foi comida, hahaha. 🙂 Bjs!

  • Arrasou no post, muita dica legal!
    Beijo
    😉
    http://www.umalindapromessa.com

    Bruna respondeu:

    Obrigada, Gessica 🙂

  • Não achei o post NADA entendiante! Na verdade eu achei o assunto extremamente relevante e simplesmente amei as categorias que você escolheu pra dividir, eu sempre esquecia de contar com os “eventuais” até perceber que eles tavam me dominando, hahahaha!
    Acho ótimo ter essa lista de favoritos também. É bom testar coisas novas e tudo mais, mas ter o que a gente sabe que funciona e ama sempre à mão é maravilhoso, né!

    Bruna respondeu:

    Oi Luly! Que bom que gostou! Antes disso eu também esquecia dos eventuais, mas eles pesam bastante mesmo, dá até um nervoso quando se soma tudo, hahaha. E sim, hoje eu sou muito mais de ficar com o que funciona. 🙂

  • Zara

    Atualmente gasto bem pouco com cosméticos, mas já perdi a linha quando estava no intercâmbio e gastei uns 1000usd só em um dia de compras! Pior que não usei tudo e até hoje tenho vários produtos guardados. Depois de aprender a lição, hoje só compro o que uso.

    Bruna respondeu:

    É louco isso, né? Quando eu fiz intercâmbio também me ‘empolguei’ um pouco. Que bom que a gente aprende, hahah.

  • Bru, estava com saudade dos seus posts, sabia? ❤

    Eu não gasto tanto com produtos de beleza, mas sempre adoro as suas dicas, porque me ajudam bastante. Acredite! HAHA

    Beijão, babe.

  • Bru, confesso que nesse quesito eu sou MUITO consumista. Não no sentido de todo mês comprar alguma coisa… mas sempre que posso me encho de batons (que é meu vício) e sinceramente nunca calculei quanto gasto por mês com cuidados pessoais. Faço a compra de mês no mercado e a notinha fica pra lá! 🙁
    Vou começar a prestar mais atenção nesse detalhe com certeza! Minha vida financeira não é tão organizada quanto eu gostaria.
    Eu já era doida pra testar a Lush… agora que vc falou então! Nunca tinha ouvido falar da Cativa e fiquei interessada…vou ver se compro pela net pra testar em breve.
    Beijoss

  • Oi Bru! Eu não gasto rios de dinheiro com produtos de beleza. Costumo usar uns esfoliantes cremes para o corpo e cabelo, como toda menina. hahaha Mas no momento estou fazendo tudo natural em casa! entrei num grupo bem natureba no FB e olha, tem ótimas dicas que dão certo, ando testando tudo! KKKKK Adorei seu post e seu blog, eu ainda não conhecia, sou lá do grupo Blogueiras Inspiração e Interação. B eijosss <3

    http://www.imcitadin.com.br

  • Bruna, vc é mto organizada menina! haha como que vc consegue? eu sou uma zona ambulante haha mas tenho me policiado mais ultimamente, justamente pq to querendo adotar hábitos mais conscientes de cuidados com a beleza no geral. Mas por enqnto não gastei com nada, to é atras de comprar argila pro rosto, mas confesso que fiquei tentada a experimentar uns produtinhos da Lush, vamos ver se a verba vai deixar.

    to adorando o moderando, sou meio fantasma, mas to sempre por aqui lendo.

    beijoo pra vc :**

    http://www.garimpomag.com.br

  • Quando começamos a colocar as coisas no papel, acabamos vendo o quanto gastamos, muitas das vezes desnecessariamente.
    Eu nunca fiz um orçamento assim, normalmente faço um orçamento geral e separo um valor x para mim, ou seja, que posso gastar de acordo com as minhas necessidades.
    Gostei muito do seu texto, bem explicado e com detalhes.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

  • Amei este post, farei o meu orçamento com certeza. É importante aprendermos a cuidar do nosso dinheiro.
    Charme-se

  • Oi linda!
    Confesso que as vezes sou meio descontrolada, mas agora que estou acompanhando uma dermatologista, estou restrita as coisas que posso usar referente a pele em geral etc, portanto, estou controlando melhor. A unica coisa que é difícil é o cabelo, a gente acaba gastando sempre mais por causa de hidratações etc.

  • Que post incrível! Salvei nos favoritos para vir me inspirar sempre quando estiver pensando sobre o assunto <3 Adorei a ideia de jogar no Excel preço e durabilidade dos produtos!
    Nunca experimentei nada da Cativa! Preciso fazer isso rs Será que os shampoos e condicionadores são liberados pro low poo?
    Sobre protetor para pele oleosa, eu usava o da ROC antes, mas né, a marca, o preço, os ingredientes, não é vegano… Hoje, uso um da derma e que é ótimo, porém difícil de achar por aqui no Brasil 🙁

    Bruna respondeu:

    Ai, muito obrigada!! Fico muito feliz que tenha gostado e que ele possa te servir de inspiração. 🙂
    Sobre sua pergunta, achei essa página aqui: http://lojacativa.com.br/blog/guia-low-poo/ Eu sou um pouco leiga com os termos, mas, a linha que uso, especificamente, é “livre de sulfatos, parabenos, corantes e fragrâncias artificais, liberadores de formol, silicones, óleo mineral e derivados do petróleo, ingredientes transgênicos e irradiados”. Ótimo, não? Hahaha. E, assim, no início da minha troca, eu lavava meu cabelo todos os dias. Daí ele foi controlando a oleosidade, passei a lavar dia sim, dia não. E agora lavo duas vezes na semana, porque controlou muito bem. Eu amei. Sem falar que a Cativa é uma marca muito querida (e, um bônus, no meu caso: é de Curitiba).
    Sobre o protetor, pois é! Eu ainda não sei bem como fazer. Sempre usei Anthelios Airlicium da La Roche-Posay, mas não vou mais comprar. Acho que tenho que tirar um dia pra procurar, hahaha.

  • Maíra Sobieski

    Menina! estou amando esse blog <3 <3 estou aqui lendo tuuuuuudo! adorei essas indicações e com certeza vou repensar os gastos de beleza.

    http://www.twointrip.com

    Bruna WB respondeu:

    Oi Maíra! Que bom que está gostando do blog, fico bem feliz! Muito obrigada! ❤